Av. Alm. Julio de Sá Bierrenbach, 65 | Grupo 206/207

Sócios em uma PJ Médica. Vale a pena?

socios_pj_medica

Não é incomum nossos contadores se depararem com clientes trazendo essa dúvida! Por isso resolvemos abordar de uma forma bem clara para que você, doutor ou doutora, possa tomar sua decisão!

Bem, existem muitos pontos a serem avaliados nessa pergunta! O primeiro ponto, que apesar de gerar muita angústia no cliente não deveria ser assim tão relevante, é sobre a necessidade de dividir o custo de abertura de uma PJ. “Mas meu dinheiro é importante, como assim não é relevante?” Calma que vou te explicar os porquês!

De fato, dividir custos de taxas entre diversos sócios é algo aparentemente mais agradável ao bolso do médico, já que estas tarifas podem chegar a R$ 2.000 ou R$ 3.000 conforte regras das Juntas Comerciais, Prefeituras e Conselhos Regionais de Medicina de cada estado.

Porém, essa aparente economia inicial esconde um problema verdadeiro: quanto mais sócios na sua empresa, maior será o faturamento dela, e consequentemente maior a alíquota de imposto a ser pago!

Quando diversos médicos prestam serviço por um mesmo CNPJ, o valor acumulado pela empresa será responsável por determinar quanto de imposto será pago dali em diante.

Ou seja, se uma empresa de apenas 1 sócio emite R$ 10 mil em nota fiscal, sua alíquota de imposto será 15,5% (no Simples Nacional). Agora se esta mesma empresa tiver 6 sócios, cada um emitindo R$ 10 mil em notas fiscais, o percentual de imposto a ser descontado será 18,125%.

E como isso impacta no seu bolso? É simples… A maior parte das empresas que contratam médicos PJ define um valor por hora de trabalho bruto, ou seja, aquele que ainda precisa ter seus impostos obrigatórios descontados!

Logo, se o seu salário bruto é R$ 10 mil, a cada mês que a sua alíquota de imposto aumentar, menos dinheiro você terá disponível para usar pois uma fatia cada vez maior será destinada para imposto! Isso também é válido para seu consultório, para os seus procedimentos anestésicos, ou seja, qualquer nota que você emitir!

No exemplo que demos, o custo com impostos aumenta em R$ 3.150,00 em um ano! No primeiro ano da sua PJ seu custo inicial de abertura já se pagou!

Agora faça um exercício rápido aqui comigo! Se você pode abrir uma empresa Unipessoal (modalidade de empresa criada por lei federal e que possui apenas você mesmo como sócio/dono) com uma alíquota que muitas vezes se inicia de 15,5% , por que motivo você abriria uma empresa com outros sócios correndo o risco de impulsionar a sua alíquota para patamares maiores?

Muitas vezes, se colocarmos na ponta do lápis, torna-se vantajoso abrir uma empresa unipessoal e assumir integralmente os custos de abertura, do que dividir os valores referentes a abertura e amargar por tempo indeterminado, grandes alíquotas de imposto! Agora caso você seja funcionário público federal ou concursado das forças armadas, existem particularidades que olhando caso a caso, também são solucionáveis!

Outro ponto crítico que devemos nos ater é a Responsabilidade Civil compartilhada que a prestação de serviços por PJ traz consigo! No nosso próximo texto do blog falamos sobre vários detalhes desse tópico! Dá uma lida que você vai entender um pouco melhor.

E por que estamos aqui falando sobre isso? Nós estamos aqui para chegar a essas conclusões para você e poder te assessorar de ponta a ponta na sua jornada para um gestão financeira eficiente e que faça seu dinheiro trabalhar por você! Então #SejaDomus e deixa que a gente cuida da burocracia com inteligência enquanto você se dedica ao que sabe fazer de melhor… cuidar de pessoas!

Deixeum comentário

I accept the Privacy Policy